Exercício Físico para combater o Stress e a Depressão


63d95e9535ad30bd09e52dd86f0cb747fbb97c“A elevada carga de stress a que atualmente estamos sujeitos, das mais diversas fontes, pode muitas vezes levar-nos a situações de ansiedade e depressão. A depressão é uma doença psiquiátrica, não um estado de espírito ou sentimento. É uma das principais causas de incapacidade e de perda de anos de vida saudáveis. A OMS projeta que no ano 2020, a depressão vai ser a segunda causa de incapacidade e morbilidade, logo após as doenças cardiovasculares.

O exercício físico mostra-se como uma estratégia para aliviar esse stress do dia-a-dia. Cerca de 90% dos estudos realizados apos 2000, que relacionam a atividade física, a depressão e a ansiedade, mostram que jovens e adultos fisicamente ativos tem menos sintomas de depressão e ansiedade do que pessoas sedentárias, e que as que começam a praticar apresentam uma redução dos sintomas na ordem dos 50%.

A atividade física é importante para regular a função das adrenais e estimula a produção de endorfinas, neurotransmissores que sinalizam ao cérebro bem-estar e prazer. Não é apenas importante o que é bombeado para circulação em resposta ao exercício, mas também a capacidade de remover substâncias prejudiciais da corrente sanguínea, como compostos que atuam a nível cerebral induzindo um estado depressivo e distúrbios neutro-cognitivos. Sendo esta mais uma forma pela qual a atividade física atua no sentido de reduzir o stress e, mais do que isso, aliviar os sintomas depressivos.

Qual é então o exercício físico mais adequado nestas situações? Se tem o intuito de ajudar a gerir o stress, então é suposto ser aquele que lhe da mais prazer, seja ele dançar, correr, musculação, etc.” – PT Jorge Ferreira